O Sistema Operativo é uma das componentes nucleares de qualquer sistema informático, podendo dividir-se a sua principal função por três definições diferentes:

1 – Pode ser considerado como um gestor de recursos, fornecendo um conjunto de recursos lógicos ás aplicações, tendo como função tratar os pedidos das aplicações, de forma a manipular esses recursos lógicos, executando operações que efectuam a gestão dos respectivos recursos físicos.

2 – Pode ser considerado como um fornecedor de uma interface simples e uniforme para os recursos físicos, interface essa que se encontra dividida em interface operacional, vocacionada para os utilizadores poderem manipular directamente os recursos lógicos, e interface de programação, que corresponde à biblioteca de chamadas sistema.

3 – Pode ser considerado como uma máquina virtual, que encapsula todos os detalhes dos recursos físicos, numa abstracção que virtualiza o hardware e todos os mecanismos de baixo nível. Este é um conceito utilizado regularmente, quando nos referimos a uma máquina Windows ou Linux, independentemente da máquina física onde o sistema é executado. Desta forma, esta visão pode considerar-se como que agregadora das anteriores, visto que esta “máquina virtual” disponibiliza recursos lógicos, bem como as respectivas interfaces de programação e gestão.

Concluindo e simplificando, pode dizer-se que o Sistema Operativo é um conjunto de programas que permitem a gestão dos recursos, disponibilizando ao mesmo tempo uma interface que facilita a utilização do hardware.

Os 3 principais sistemas operativos da actualidade

Bibliografia consultada:
MARQUES, J., FERREIRA, P., RIBEIRO, C., VEIGA, L., RODRIGUES, R., Sistemas Operativos. Lisboa: FCA Editora, 2009

Alberto Nunes

Alberto Nunes é um profissional de Informática interessado em pesca ao achigã, horta/jardim, Internet e blogging. Criou os interessespessoais.com como um projecto para os tempos livres, para divulgar algumas ideias e “matar” o vício de blogging.

More Posts - Website - Pinterest - Google Plus

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •