[Actualizado 27-01-2012]

Se comprou um disco novo (com maior capacidade do que o que tinha) para o PC, mas não quer instalar o sistema operativo de novo (isto para não ter de configurar tudo, instalar drivers, etc), a solução é basicamente clonar o disco original para o novo.


Existem várias aplicações para esta finalidade, mas a minha aplicação de eleição é o Clonezilla que tem a mesma qualidade de aplicações pagas, mas completamente gratuita e open source.

Para usarmos o Clonezilla basta fazer o download da ISO na respectiva página (na actualização este artigo usei a ISO clonezilla-live-20111125-oneiric.iso, no momento esta é a versão mais recente, mas usem sempre a versão mais recente, os passos serão praticamente os mesmos) e gravar para um CD por exemplo com o Nero ou InfraRecorder, reiniciar o PC a partir do CD gravado e com os dois discos ligados, visto que vamos clonar um disco directamente para o outro.

Clonezilla - boot

Clonezilla – boot

Após o boot do CD aparece o menu de arranque e basta clicar em “enter” para iniciarmos com a opção já seleccionada.

idioma

idioma

Nesta fase escolhe-se o idioma mais confortável (neste exemplo optei pelo inglês).

"Don't touch keymap"

“Don’t touch keymap”

Se for preciso pode-se escolher o tipo de teclado que se vai usar (por exemplo o português) de acordo com o teclado que se tem. Eu escolhi “Don’t touch keymap” e usei a configuração americana, que serve perfeitamente.

"start"

“start”

Escolhemos a primeira opção para iniciar o Clonezilla.

 

clonagem disco-para-disco

clonagem disco-para-disco

Aqui, como tinha os dois discos ligados, escolhi a segunda opção para fazer a clonagem “device-device“.

 

"Beginer mode"

“Beginer mode”

Esta é a fase em que se escolhe a opção “ok, se não sabe bem o que está a fazer escolha esta“. Desta forma o processo é mais simples, mas não tem algumas opções mais avançadas e complicadas para o utilizador normal.

disco local para disco local

disco local para disco local

Vamos clonar um disco directamente para outro disco “disk_to_local_disk“.

 

disco de origem

disco de origem

Escolhemos o disco de origem, ou seja o que queremos clonar.

 

disco de destino

disco de destino

Escolhemos o disco de destino, ou seja o clone.

 

corrigir erros no disco de origem

corrigir erros no disco de origem

Este passo é uma novidade nesta versão do Clonezilla, que nos permite escolher se queremos verificar a possibilidade de erros no disco de origem e reparar os mesmos antes de iniciar o processo de clonagem. Neste tutorial optei por não escolher essa opção e escolhi “Skip“.

A partir desta fase surgirão várias perguntas para respondermos “sim (y)” ou “não (n)”, simplesmente colocamos “y” sim em todas elas. Na sua maioria são avisos a dizer que o disco de destino vai ser completamente apagado, e temos de confirmar que é mesmo isso que queremos.
Após termos respondido a todos os avisos, eis que o processo de clonagem começa:

clonagem a decorrer

clonagem a decorrer

Quando o processo de clonagem termina já temos o nosso novo disco clonado e pronto a usar, tudo isto sem termos de instalar o sistema operativo, drivers, programas, etc.

clonagem concluída

clonagem concluída

Uma outra novidade nesta versão é o redimensionamento automático da partição do disco de destino. Nos casos em que o disco de origem é por exemplo de 250Gb e o disco de destino é de capacidade superior como um de 500Gb. Desta forma o disco de destino fica com a sua capacidade real de 500Gb e não de 250Gb como acontecia anteriormente.

Com esta nova versão fica tudo um pouco mais simples, fácil e até bem rápido!

Tiago Ramalho

Tiago Ramalho é um profissional de Informática interessado em Internet, Programação .NET e PHP e blogging. Nos tempos livres escreve nos interessespessoais.com sobre Jardim, Saúde, Sistemas, utilitários e outros temas relacionados com informática.

More Posts - Website - Twitter - Pinterest - Google Plus