No artigo anterior vimos como criar arrays e enchê-los com chaves e valores. Neste artigo vamos ver algumas funções que nos permitem trabalhar com os arrays de forma mais fácil.

Funções Implode e Explode

As funções implode() e explode() são duas funções relacionadas com os arrays que são extremamente úteis. Permitem-nos criar um array a partir de uma string e vice versa. Aqui está um exemplo de como usar estas duas funções:

 

Primeiro definimos a string com um conjunto de animais. Separamos cada um dos animais com um |. Depois usamos a função explode para dividir os valores da string num array (de cada vez que é detectado o caracter | o valor seguinte é colocado no array como um novo valor. A função print_r() serve para testarmos o resultado do array, tendo assim uma lista do array e para termos a certeza de que funciona. De seguida usamos a função implode para juntar cada elemento no array. Especificando ” e “ como o primeiro parametro da função significa que cada vez que um elemento do array é concatenado na string o ” e “ será também concatenado. Experimentem o código e vejam o resultado. As funções explode() e implode() podem mesmo ajudar-nos muito nas mais variadas situações.

Determinado valor existe no array?

Por vezes precisamos verificar se um determinado valor está ou não no array. No exemplo seguinte, usamos a função in_array() para tal:

 

A função in_array() pode aceitar até 3 parametros, dos quais o último é opcional. Especifica se a comparação é ou não exacta, ou seja, quer o valor quer o tipo de dados têm de coincidir. Por defeito este parametro tem o valor false. Esta função verifica os valores. Se quisermos verificar se uma determinada chave existe ou não no array, temo de usar a função array_key_exists().

Valores únicos

Por vezes obtemos os arrays de fontes externas, por exemplo uma base de dados ou um ficheiro. Se tivermos valores duplicados, podemos usar a função array_unique() para remover os valores duplicados. Esta função retorna um array onde todos os valores são únicos. Vejam este exemplo:

Obter um elemento aleatório

Em muitas ocasiões podemos querer obter um valor aleatório de uma lista. A forma mais fácil de o fazer é transformarmos os valores num array e de seguida seleccionarmos um valor aleatório de cada vez que quisermos. Para nos ajudar nestas situações temos a função array_rand(). Aqui fica um exemplo:

$animais = array("Coelho", "Golfinho", "Pinguim", "Pombo");
$animalAleatorio = $animais[array_rand($animais, 1)];
echo "Animal aleatório: " . $animalAleatorio;
?>

A função array_rand() funciona de duas formas diferentes. Se especificarmos 1 como sendo o último parametro (ou se o omitirmos, pois 1 é o valor por defeito do segundo parametro), retorna uma chave que nos dá acesso ao elemento aleatório no array. Mas podemos precisar de obter mais do que um elemento aleatório. Neste caso, simplesmente indicamos a quantidade no segundo parametro, em vez de 1 colocamos 2, 3, 4, etc. Desta forma o resultado será um array com os elementos aleatórios.

 

Ordenar Arrays

Para ordenar arrays usamos a função sort() que ordena o array inteiro: Exemplo:

 

Simplesmente pegamos num array com os animais desordenados. Depois verificamos o resultado 3 vezes para cada uma das situações. Primeiro a ordem original no array, depois ordenados, usando a função sort(), e por último usando a função array_reverse(), que simplesmente inverte a ordem dos elementos no array.

Artigo anterior do tutorial PHP:

Trabalhar com arrays em PHP

Artigo seguinte do tutorial PHP:

Introdução às Classes em PHP

Poderá gostar também de:


Tiago Ramalho

Tiago Ramalho é um profissional de Informática interessado em Internet, Programação .NET e PHP e blogging. Nos tempos livres escreve nos interessespessoais.com sobre Jardim, Saúde, Sistemas, utilitários e outros temas relacionados com informática.

More Posts - Website - Twitter - Pinterest - Google Plus

  • 7
  •  
  •  
  • 1
  • 1
  •  
  •