Enquanto que as classes e o conceito de Programação Orientada a Objectos (POO) é a base de muitas das linguagens de programação modernas, o PHP foi construído com base nos princípios das funções. O suporte básico para as classes foi inicialmente introduzido na versão 4 do PHP e posteriormente reescrito para a versão 5, para um suporte mais completo à POO. Hoje em dia o PHP é definitivamente muito utilizado recorrendo a classes, e mesmo a livraria do PHP ainda consistir principalmente em funções, estão a ser agora adicionadas classes ao PHP para as mais variadas situações. No entanto o nosso objectivo é podermos escrever e usar as nossas próprias classes, o que vamos ver durante os próximos artigos.

As classes podem ser consideradas como sendo uma colecção de métodos, variáveis e constantes. Muitas das vezes reflectem a própria realidade, como por exemplo a classe Carro ou a classe Fruta. Declaramos a classe uma só vez, mas podemos instanciar tantas versões quantas as que se consiga ter em memória. Uma instância é normalmente referenciada como um objecto.

Se ainda estão um pouco confusos com esta informação sobre as classes e porque precisam delas, não se preocupem. Nos próximos artigos vamos ver como podemos escrever as nossas próprias classes e usá-las. Desta forma espero que fiquem entretanto com uma melhor idéia de todo este conceito de classes.

Artigo anterior do tutorial PHP:

Mais Arrays em PHP

Artigo seguinte do tutorial PHP:

Definir e usar uma classe em PHP

Poderá gostar também de:


Tiago Ramalho

Tiago Ramalho é um profissional de Informática interessado em Internet, Programação .NET e PHP e blogging. Nos tempos livres escreve nos interessespessoais.com sobre Jardim, Saúde, Sistemas, utilitários e outros temas relacionados com informática.

More Posts - Website - Twitter - Pinterest - Google Plus

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •