Determinação do sexo dos periquitos

O sexo dos periquitos é determinado pela cor da cera do nariz, ou seja, a parte que se destaca da parte superior do bico onde estão localizadas as narinas. As fêmeas adultas apresentam geralmente esta cera de cor castanha, ao passo que os machos têm a cera de cor azulada. (Em certos casos, nomeadamente no grupo dos multicor recessivos e nas espécies lutino e albino, a cera dos machos mantém uma cor púrpura-rosada, fazem a ave parecer eternamente jovem.)

Normalmente não é fácil determinar o sexo dos periquitos jovens porque esta diferenciação é menos notória nas aves mais novas. Será bastante útil se existirem outros exemplares de tenra idade que nos permitam fazer comparações. No entanto, os machos jovens possuem a cera mais proeminente, quase sempre de cor mais escura e com um tom de púrpura mais acentuado do que as fêmeas. À medida que os animais forem crescendo, a diferença de cor da cera vai-se tornando mais notória.

De uma forma geral tem-se admitido que os machos são melhores aves de estimação e são mais faladores do que as fêmeas. Contudo, as fêmeas também se podem revelar excelentes imitadoras e apresentar uma personalidade muito agradável (eu tenho uma fêmea albina domesticada que é bastante dócil). Aparentemente não existe qualquer diferença entre espécies de cores diferentes no que se refere à capacidade de aprender a falar, embora os periquitos do grupo multicor dominante sejam em regra menos nervosos do que os do grupo multicor recessivo e, por esta razão, podem ser mais facilmente ensinados.

Texto adaptado de “Novo Guia dos Periquitos”, Editorial Presença

Aqui ficam algumas imagens de forma a facilitar a identificação do sexo dos periquitos:

Casal de periquitos

Casal de periquitos – fêmea à esquerda e macho à direita

Na imagem anterior, temos uma fêmea Lutina (ave amarela) e um macho verde. A fêmea, apesar de de ser ser do grupo dos recessivos, apresenta a cera do nariz de cor castanha. Independentemente da cor da ave, as fêmeas apresentam sempre a cera de cor castanha.

O mesmo já não acontece com os machos, que nas mutações recessivas não apresentam a cera de cor azul, como é normal, mas sim de cor rosada. Ao mesmo tempo, também a cor da pele das patas é de cor rosada clara, sendo esta uma das formas de distinguir algumas aves malhadas, ou seja, em caso de dúvida se é malhado recessivo ou dominante, podemos recorrer à cor das patas! 😉

2 periquitos machos

2 periquitos machos. Como se pode ver, a ave malhada recessiva tem a cera do nariz e as patinhas de cor rosada

Na imagem anterior é visível a diferença na cor das patas entre os dois machos.

Aqui ficam as várias tonalidades que podem existir nos dois sexos:

Alberto Nunes

Alberto Nunes é um profissional de Informática interessado em pesca ao achigã, horta/jardim, Internet e blogging. Criou os interessespessoais.com como um projecto para os tempos livres, para divulgar algumas ideias e "matar" o vício de blogging.

More Posts - Website

Follow Me:
PinterestGoogle Plus