Inevitavelmente, os ovos ficam sujos, quer pelos excrementos da fêmea, quer pelos excrementos de crias que eclodem primeiro. A maioria destes ovos contêm embriões bons, que acabam por não eclodir por nós não tomarmos providências. Os ovos que permanecem sujos de excrementos acabam por não eclodir quer pelo facto de a cria não conseguir partir a casca, quer por morte prematura do embrião devido à absorção de bactérias.

Os ovos podem ser lavados em água morna sem qualquer problema para o embrião. O ovo pode ser colocado dentro de um copo de água morna e, se for ao fundo está infértil ou golo, se flutuar, é sinal que existe um espaço com ar dentro do ovo assim como um embrião bom.

À medida que a água morna vai soltando a sujidade, pode limpar-se com cuidado a sujidade restante e mais agarrada com a ajuda de uma escova de dentes suave ou de uma esponja. Assim que o ovo estiver limpo, deve ser seco e devolvido ao ninho.

A quando deste procedimento, se já existirem várias crias nascidas no ninho, poderá transferi-las a todas menos à mais nova, ou ás duas mais novas, para outro ninho para serem adoptadas, de forma a dar uma maior oportunidade à cria do ovo limpo de ser bem alimentada.

[wdsm_ad id=”302″ class=” ” ]

Artigo traduzido por Alberto Nunes de:

http://www.bestofbreeds.net/masterbreeder/chap2/chap2transfer8.htm

Alberto Nunes

Alberto Nunes é um profissional de Informática interessado em pesca ao achigã, horta/jardim, Internet e blogging. Criou os interessespessoais.com como um projecto para os tempos livres, para divulgar algumas ideias e "matar" o vício de blogging.

More Posts - Website

Follow Me:
PinterestGoogle Plus