Eis as minhas gaiolas de criação, totalmente em rede, de construção caseira.

Estas gaiolas têm 70x40x40 e são totalmente construídas em rede. Cada uma destas gaiolas necessita de 2m. Comprando um rolo de rede de 25m, como eu fiz, por 80€, conseguimos construir 12 gaiolas deste género que, a meu ver, são das melhores para criação, por apenas 6,70€ o que, considerando as dimensões da da gaiola, é um valor extremamente baixo! É claro que a este preço teremos ainda que adicionar o custo dos tabuleiros para o fundo, as molas das portas e os recipientes para a comida.

Espero, com este artigo, ilustrar como é fácil construirmos nós próprios as nossas gaiolas, com as dimensões que desejamos.

Material necessário para a construção de uma gaiola deste género:

rolo de rede fita métrica e alicate rebarbadora
Rede com 1m de altura Alicate e fita Rebarbadora

1 – Para começar, desenrola-se e corta-se com o alicate ou a rebarbadora 1,60m de rede.

2 – Com a ajuda de uma tábua, dobra-se a rede cortada em 4 partes iguais, como demonstrado nas duas imagens que se seguem.

madeira_dobrar Utilizar a tábua para uma dobra certa. madeira_dobrar2

3 – Após o passo anterior, deveremos ter a nossa rede com uma forma semelhante à da imagem seguinte:

construção gaiola de rede para periquitos

4 – Estamos agora prontos para começar a unir as duas extremidades da rede, de forma a esta fique totalmente fechada. Para tal, vamos utilizar o alicate e dobrar as pontas dos arames da rede, como é possível ver nas imagens abaixo.

antes_dobrar Note-se que não será necessário dobrar todas as pontas. Bastará de 10cm em 10cm. depois_dobrar
Pontas de arame antes de dobrar Pontas de arame depois de dobradas

5 – Eis o aspecto interior da nossa gaiola vista de cima:

vista_superior

6 – Seguidamente, procedemos ao corte da rede de forma a ficar apenas com uma frente de 70cm, sendo que a rede desperdiçada servirá para a construção das portas.

cortar_70_2 cortar_70
Cortar a partir do 2º quadrado de forma a ficarmos com pontas para dobrar para segurar as paredes laterais Medimos 70cm a partir do 2º quadrado da extremidade

7 – Uma vez cortadas as medidas pretendidas, é agora altura de cortar do rolo de rede mais um pedaço, desta vez com 40cm. Após termos cortado este pedaço do rolo, é altura de cortar agora este pedaço ao meio, ficando assim com dois pedaços com 50×40. Estes dois pedaços servirão para as paredes laterais. Aplicamos o mesmo método de dobra utilizado no passo 4. É de salientar que sobram 10cm de rede lateral que servirá para construir os pés da rede e o suporte para o fundo falso da gaiola.

8 – A dobra dos pés da gaiola, permitirão evitar que as aves cheguem ás fezes, bem como que seja possível empilhar várias gaiolas. Após as dobras, deveremos ter algo semelhante ás imagens seguintes:

pes_1 pes_2

9 – Findo o passo 8, temos a nossa gaiola praticamente concluída. O próximo passo será abrir as portas. Para tal, deveremos ter em conta a posição em que irão ficar os poleiros, bem como o ninho. Para a construção das portas vamos necessitar ainda de molas, como por exemplo aquela que apresento na imagem abaixo.

mola

10 – A imagem que se segue, mostra uma gaiola praticamente concluída (falta fazer o fundo):

gaiolas de rede de construção caseira

11 – Entretanto, à medida que fui construindo as gaiolas, surgiu-me uma ideia que me permitia ter a possibilidade de alimentar as aves sem ter que abrir a porta, como acontece nas gaiolas “normais”. Além disso, essa ideia iria fazer-me poupar dinheiro em comedouros, por isso não hesitei! O resultado final foi o que é possível ver na imagem seguinte:

gaiola1

12 – Passo então a explicar o processo.

Abrir um pedaço da gaiola junto do fundo, na mesma direcção da porta, de forma a conseguir enfiar os comedouros dentro da gaiola sem ter que abrir a porta. Além disso, construí uma “caixa” em rede, que coloquei dentro da gaiola, de forma a que os comedouros ficassem dentro dessa caixa e de forma que a caixa vedasse o acesso às aves à abertura que havia feito na gaiola para introduzir os comedouros.

gaiola3 gaiola4

Posso inserir os comedouros sem ter que abrir a porta.

Os comedouros estão totalmente protegidos dentro da “caixa” de rede que impede as aves de fugirem pela abertura em que se inserem os comedouros.

13 – Como já devem ter reparado, os meus novos comedouros são fundos de garrafas de plástico que cortei à medida da “caixa” de rede. Até aqui tudo bem mas, e se as aves conseguissem empurrar os comedouros? Certamente iriam conseguir pois são muito leves e acabariam por fugir. Assim, tive que “inventar” um dispositivo que o impedisse… Foi então que surgiu a ideia de uma “porta” que não necessitasse de mola. O resultado é visível nas duas imagens que se seguem:

gaiola2 gaiola3_1

Esta imagem mostra os comedouros protegidos pela “porta”: uma tira de rede com uma das extremidades dobradas de forma a encaixar na rede da gaiola, evitando assim a utilização de molas.

Esta imagem evidencia a “porta” dos comedouros aberta no momento que que coloco a comida na gaiola.

14 – E pronto, dou por concluída mais esta ideia para a construção de uma gaiola.

Falta apenas referir que depois basta colocar o ninho na posição/localização que se pretender e cortar um pedaço da rede em frente ao buraco da entrada no ninho. Os poleiros ficam também ao vosso critério.

Alberto Nunes

Alberto Nunes é um profissional de Informática interessado em pesca ao achigã, horta/jardim, Internet e blogging. Criou os interessespessoais.com como um projecto para os tempos livres, para divulgar algumas ideias e "matar" o vício de blogging.

More Posts - Website

Follow Me:
PinterestGoogle Plus