Criação manual de periquitos – diário

Após um período de tristeza devido à morte da minha anterior periquita, eis que surge a coragem e vontade de continuar a ter estes belos animais como amigos e parte integrante da família.

Este espaço funcionará como um diário dos acontecimentos mais importantes e divertidos relacionados com as Becas e tem, além disso, o objectivo de proporcionar uma ideia das facilidades/dificuldades e alegrias/tristezas da criação manual de periquitos.

periquitos para criar à mão

As novas BECAS acabadinhas de sair do ninho…

Diário das Becas

19-10-2003 »

Eis que acontece o impensável… A Becas foge!Vamos ver se a fome a consegue trazer de volta…

12-10-2003 »

Já posso indicar o nome dos comprimidos que utilizei no tratamento da doença da faca nas Becas. O medicamento é “Pijosan” e vende-se num pequeno frasco que contém 100 comprimidos e que custa 15€. Se tiver algum problema com uma ave sua contacte-me que eu fiquei com comprimidos de sobra…Em relação à Becas, não posso dizer que tudo esteja a correr como eu esperaria. É que ela ainda não se alimenta sozinha (pelo menos completamente) e já lá vai mais de 1 mês… Ontem juntei um periquito macho com cerca de 2 meses com ela na sua gaiola com a esperança que o macho a incentive a comer sozinha… Vamos a ver…

30-09-2003 »

Já se notam alguns progressos no sentido a independência alimentar. Hoje já soprei uma quantidade considerável de cascas de sementes do comedouro da Becas e decidi começar a dar-lhe apenas comida uma vez por dia a partir de amanhã (em principio à hora de almoço).Entretanto, também ao nível da fala se notam alguns progressos. Quando está sozinha ou vê que não lhe estão a dar atenção, a Becas já vai “espanholando” qualquer coisa, embora ainda não façam sentido.

28-09-2003 »

Fez hoje um mês que a Becas deu entrada cá em casa.Apesar de todas as dificuldades e contratempos, a periquita lutina está a safar-se lindamente.No dia 26 reduzi novamente o número de vezes que lhe dou comida de 3 para 2 vezes diárias. Agora apenas é alimentada de manhã e à noite. Apesar disso, a transição para as sementes não está a ser fácil mas, penso que dentro de uma semana estará a comer bem as sementes.

23-09-2003 »

Aqui está ela enquanto actualizo este diário…

Está tudo a correr normalmente. A Becas já dá umas bicadas nas sementes e vai fazendo menos barulho… Acho que está a ganhar mais confiança e parece já se sentir à vontade fora da gaiola para explorar todos os cantos da caso. Nunca perde uma oportunidade para bicar todos os objectos que consegue e gosta de brincar com pequenos objectos como anéis, brincos, fios, etc.

18-09-2003 »

A transição de comida começou no dia 16.Já começou a ter curiosidade nas sementes e de vez em quando lá as vai bicando… Entretanto, reduzi o número de vezes que lhe dou comida, passando de 4 para 3 e, em breve para 2 vezes por dia, de forma a encorajá-la a comer as sementes.Outro ponto a salientar é o facto de já voar relativamente bem e de não hesitar em pousar na mão ou no braço quando para isso é solicitada. Isto pode dever-se também ao facto de ela agora passar mais tempo fora da gaiola.Veja aqui uma das imagens do dia.

15-09-2003 »

Tal como esperava, o pior aconteceu.Hoje de manhã, ao levantar o pano da gaiola para alimentar as Becas deparei-me com a albina morta no fundo da gaiola…Espero em breve arranjar outra cria para começar o mais rápido possível a criá-la, uma vez que uma destas duas era para o meu amigo João Paulo. Também ainda não decidi se fico com a Becas lutina ou se a dou ao João Paulo e eu fico com a próxima cria que hei-de criar…Entretanto, com a Becas lutina tudo parece correr bem. É bastante viva e está sempre a chaurriar enquanto vir alguém, nunca se cala!

14-09-2003 »

Pouco à a acrescentar ao que se tem passado ultimamente.A única verdadeira novidade passa-se ao nível do desenvolvimento da Becas lutina que já se coloca no poleiro e quando a tiro da gaiola para a alimentar e a deixo algum tempo em liberdade já vai ensaiando alguns pequenos voos, apesar de ainda não controlar as aterragens.Para ver umas das imagens do dia clique aqui.

12-09-2003 »

Aqui está a Becas lutina!

Apesar de eu não ter esperança quando à sobrevivência da Becas albina, ela está a aguentar-se bastante bem e parece que tem tido mais apetite, embora eu hoje apenas lhes tenha dado comer 3 vezes… Em relação à lutina, tudo está a correr perfeitamente (apesar de ainda apresentar o osso do peito um pouco saliente). Hoje, da última vez que a alimentei comeu uma seringa inteira de 5ml e mais 1/4 de outra e o seu aspecto está verdadeiramente impressionante. Para confirmar aqui fica a prometida foto.

10-09-2003 »

Terminou hoje o tempo de tratamento e não se notam melhoras na Becas albina pelo que já não tenho esperanças que ela sobreviva.Apesar de tudo, a lutina reagiu bem ao tratamento e parece estar a recuperar. Já apresenta uma cobertura total de penas e está bastante bonita… Espero conseguir colocar uma foto nos próximos dias…

08-09-2003 »

Este é o aspecto actual da Becas albina

Preparação do comprimido

Finalmente o ambiente em redor das pequenas Becas começa a ser de esperança. Apesar de estarem com um péssimo aspecto, o apetite parece estar a voltar aos poucos e o tratamento parece estar a resultar. Peço desculpa mas ainda não posso adiantar o nome do medicamento uma vez que não tenho o frasco, pois os comprimidos foram-me dispensados por um amigo meu que cria à mão Ring Necks, Caturras, Cabeças de Ameixa, entre outras espécies e, na altura, não fiquei com o nome do medicamento mas posso adiantar que é em forma de comprimidos e que dou a ambas as aves um comprimido por dia, meio de manhã e a outra metade à noite. A forma mais fácil que encontrei de lhes dar a metade do comprimido foi parti-lo em pequenos pedaços, como se pode ver ma imagem do lado e depois colocar um bocadinho de cada vez na ponta da seringa e dar-lhes uma pequena dose de alimento. Antes de tentar esta forma também tentei moer o comprimido e adicioná-lo à papa o que não resultou muito bem pois era difícil saber se elas iriam comer a quantidade de papa que estava a prepara e, no caso de preparar pouca papa, corria o risco de depois não a conseguir colocar toda na seringa, uma vez que é bastante difícil puxar pouca papa do recipiente onde a preparo para a seringa (normalmente fica cheia de ar e a para não entra).

07-09-2003 »

Mais um dia e mais um problema. A lutina também sofre da doença da faca. Ambas as aves têm falta de apetite e o osso do peito bastante saliente, no entanto, apesar do estado da doença parecer avançado, acho que estão a reagir bem ao tratamento pois do dia 5 até hoje, parece ter havido um ligeiro aumento de apetite por parte da Becas albina, que é a que se encontra mais afectada. A lutina, apesar de também ter a doença tem tido sempre mais apetite que a lutina…Vamos esperar para ver…

05-09-2003 »

Eis que o meu receio se torna realidade. A Becas albina sofre da doença da faca e o seu estado começa a ser preocupante… No entanto com a Becas lutina tudo continua a correr pelo melhor e já se começa a ver todo o seu corpo bem tapado com penas… Em relação à albina, vou tentar medicá-la… Só espero que não seja tarde de mais…

04-09-2003 »

O problema com a Becas albina continua. Reparei hoje que ela está a ficar bastante magra e continua a comer muito pouco…

03-09-2003 »

Já não posso dizer o mesmo que no dia 1. A becas albina está a começar a preocupar-me. Enquanto que a lutina come uma seringa quase completa, a albina apenas come meia seringa, o que é relativamente pouco tendo em atenção que é a maior e mais velha das duas… Começo a ficar preocupado…

01-09-2003 »

Está tudo a correr lindamente. As Becas aceitam bem a comida (começa a ser bem de mais :o) ) e é cada vez mais fácil e rápido alimentá-las. Neste momento chegam a comer uma seringa completa de 5 ml, isto principalmente na primeira e última refeição.Hoje foram alimentadas 4 vezes: 9:00, 12:00, 17:00 e 20:30. Com este sistema de alimentação que vou tentar manter, consigo fazer com que elas não estejam nunca com o papito vazio, o que nesta fase do desenvolvimento é fundamental. É também importante que a última refeição seja bastante “generosa” pois as aves têm que aguentar até ao outro dia sem comer.

30-08-2003 »

Aqui estão elas a pedir mais comer de dentro da sua caixinha…

Eis o dia da mudança e da esperança num futuro risonho… Ambas as periquitas aceitaram a seringa com bastante convicção logo pela manhã e eu começo a ter dificuldades em lhes acompanhar o seu ritmo energético… :o) Para ver uma das imagens do dia clique aqui.

29-08-2003 »

As Becas estão a portar-se mais ou menos, isto porque, estão a ter alguma dificuldade em aceitar a seringa e a papa, mas, tendo em atenção que hoje é o seu primeiro dia pode dizer-se que isto não é nada que não se supere com a habituação…Tive mesmo a necessidade de forçar a albina a comer pois ela não parava de piar mas também não aceitava muito bem a seringa no bico…Hoje foram alimentadas 3 vezes, numa tentativa de que a fome vencesse a rejeição da seringa.

28-08-2003 »

Vista do interior do aviário no momento em que retiramos as Becas do ninho

E aí estão eles! Os novos BECAS que, desta vez, não deixam dúvidas em relação ao sexo definindo-se desde logo que se podem chamar ASBecas. Desta vez trata-se das duas mutações recessivas extremas – o albino e o lutino, daí a facilidade na previsão do sexo das aves. No final, apenas ficarei com uma, e a outra será entregue ao meu amigo João Paulo. O nome foi mantido por isso mesmo. Enquanto as for alimentando, trato-as pelo mesmo nome uma vez que depois serão separadas e não haverá problema em relação à confusão de nomes – ambas ficarão habituadas a ser tratadas por Becas. As Becas deram entrada cá em casa pelas 20:00 pelo que hoje não serão alimentadas… Vejamos o que nos espera amanhã de manhã…

24-08-2003 » É com algum desalento que tive que devolver os Becas de volta ao ninho. Este facto deveu-se ao avançado estado de desenvolvimento das crias que teimavam em não aceitar a comida que lhes dava com a seringa. Felizmente os pais ainda os aceitaram…No entanto, hoje mesmo entrei em contacto com um amigo meu, o João Paulo (pode ver algumas imagens dos seus aviários na secção bastidores), que me ofereceu uma embalagem de 800gr de papa para criação manual e as aves que tem nos seus ninhos para que eu possa criar um para mim e outro para ele… Assim que tiver tempo irei lá para escolher as aves, que aqui serão apresentadas logo que possível. Clique aqui para ver uma imagem do Kit
22-08-2003 »

Ei-los! A primeira foto dos BECAS assim que chegaram à nova casa.

Os pais…

Deram hoje entrada cá em casa dois novos inquilinos, que irão habitar a antiga gaiola da Nicas enquanto tiver que os alimentar há mão.

Em relação ao nome, foi escolhido o nome de Becas para os dois uma vez que não dá para distinguir o sexo das aves e o nome Becas soa bem tanto aplicado no feminino como no masculino. Trata-se de dois malhados recessivos filhos de uma periquita azul normal e de um macho malhado recessivo.

Os Becas entram cá em casa pelas 15:10 sob um enorme sentimento de alegria e esperança de toda a família. A partir de hoje, terei que me começar a levantar cedo todos os dias :o( …. Mas serei presenteado com a companhia de dois novos amiguinhos esfomeados logo bem cedinho!! Provavelmente, apenas um ficará quando se tornarem independentes em relação à alimentação.

Alberto Nunes

Alberto Nunes é um profissional de Informática interessado em pesca ao achigã, horta/jardim, Internet e blogging. Criou os interessespessoais.com como um projecto para os tempos livres, para divulgar algumas ideias e "matar" o vício de blogging.

More Posts - Website

Follow Me:
PinterestGoogle Plus

  • sergio

    gostei muito de seus relatos, estou começando uma criaçao e espero conseguir criar na mao um abraço

  • cristian

    q legal os meus jah estao acasalando……….