Depois de ter dado algum descanso ao meu casal de mandarins na sua procriação, decidi que era a altura certa de colocar novamente o ninho na gaiola. Isto tudo com os procedimentos do costume, tais como preparar o ninho com fibra de coco e algum pêlo de cabra. Como os mandarins gostam muito de ajeitar eles mesmos o ninho deixo fora do ninho um tufo de pêlo de cabra que eles vão debicando e colocando no ninho. Coloco também num comedouro papa de ovo que vai ajudar na postura dos ovos e também depois na alimentação das crias.

Feito isto, só resta esperar pelo processo natural destas maravilhosas aves. Não demorou muito tempo até que começaram a surgir os primeiros ovos no ninho. Passadas cerca de 3 semanas já estavam 3 crias fora dos ovos e com bastante apetite 😀

3 primeiras crias de mandarins

3 primeiras crias de mandarins

Nos dias que se seguiram as restantes crias de mandarim foram nascendo ficando somente um ovo que não estava galado. Das 6 crias de mandarim apenas 3 sobreviveram, não por falta de alimento dado pelos pais (pois tinham alguma comida no papo) mas por outra razão que não descobri qual. Assim sendo, 2 semanas depois, restam 3 crias de mandarim que se estão a desenvolver muito bem, ora vejam 😉

3 crias de mandarins sobreviventes

3 crias de mandarins sobreviventes

É provável que daqui a 3 semanas já saiam do ninho para que lhes possa tirar umas belas fotos para vos mostrar 😉

Tiago Ramalho

Tiago Ramalho é um profissional de Informática interessado em Internet, Programação .NET e PHP e blogging. Nos tempos livres escreve nos interessespessoais.com sobre Jardim, Saúde, Sistemas, utilitários e outros temas relacionados com informática.

More Posts - Website - Twitter - Pinterest - Google Plus